• Pt

A Região - Penacova

O espólio que marca a história e as tradições deste concelho são um registo inigualável e insubstituível na preservação da identidade e da memória coletiva de Penacova.

picture

No Centro de PortugalTurismo Centro de Portugal

Na zona centro, junto a Penacova e a 30 minutos de Coimbra, com a diversidade cultural e paisagística, proporciona uma quantidade infinita de cenários de pura Beleza. Pode ainda usufruir da vertente natural da zona envolvente, com actividades moto 4, remo, canoagem e outras modalidades no Rio Mondego.

Localização estratégicaRaio de 30 a 60 minutos do Hotel

Se o seu plano é visitar o Centro de Portugal, o Hotel Rural Quinta da Conchada proporciona-lhe não só uma localização estratégica a curta distância dos mais variados motivos de interesse, mas também o prazer de desfrutar da natureza na sua plenitude com vista deslumbrante para o rio mondego.

Pontos de interesseSerra, Rio, Cultura



Buçaco, floresta mágica e única no mundo - A 30 minutos do Hotel
Classificado como Imóvel de Interesse Público, o conjunto monumental do Buçaco mobiliza uma riqueza patrimonial de exceção. Ao núcleo central formado pelo Palace Hotel do Bussaco e pelo Convento de Santa Cruz, juntam-se as ermidas de habitação, as capelas de devoção e os Passos que compõem a Via Sacra, a Cerca com as Portas, o Museu Militar e o monumento comemorativo da Batalha do Bussaco. Os cruzeiros, as fontes (com destaque para a Fonte Fria com a sua monumental escadaria) e as cisternas, os miradouros (o da Cruz Alta oferece vista privilegiada sobre toda a região entre Coimbra e a Serra do Caramulo) e as casas florestais, compõem o vasto conjunto do património edificado na Mata Nacional do Buçaco que vale a pena ser admirado. Com 105 hectares de área, possui uma das melhores coleções dendrológicas da Europa, com cerca de 250 espécies de árvores e arbustos, alguns destes classificados como exemplares notáveis. É uma das matas nacionais mais ricas em termos de património natural, arquitetónico e cultural, podendo ser dividida em três unidades de paisagem: Arboreto, Jardins, Vale dos Fetos e Floresta Relíquia.


Buçaco - A Via-Sacra

O Sacromonte é uma criação italiana do final do séc. XV, quando Jerusalém se encontrava sob o domínio do império Otomano. Esta forma de reproduzir a Cidade Santa, recorrendo a capelas onde se representavam os passos da Prisão e da Paixão de Cristo. Esta representação repercutiu-se rapidamente pela Europa e permitiu ao peregrino experienciar de forma segura, sem uma deslocação à Palestina, os últimos momentos da vida do Salvador.
É na articulação de todos os contributos histórico-artísticos com a envolvência da mata e a sugestão omnipresente da força simbólica de Jerusalém que reside, ainda hoje, o sentido pleno do percurso da Via Sacra no Sacromonte do Buçaco e, simultaneamente, um dos aspetos que o tornam único no Mundo.

Piodão - A 60 Kms do Hotel

O Piódão, aldeia classificada como "Imóvel de Interesse Público", localiza-se na Serra do Açôr, com uma implantação de escarpa abrupta e uma estrutura de malha cerrada e traçado sinuoso, bem adaptada à rugosidade do espaço envolvente.


Foz D´Égua   

Na serra do Açor, nas proximidades da aldeia do Piódão e após percorridos 8 Km através de Estrada, encontramos Foz D´Égua em que as Ribeiras de Piódão e Chãs D´Égua, se encontram e seu percurso se trava por uma represa, criando um espelho de água e contribuindo para um local paradisíaco em plena Verão. Ainda a jusante o encontro da ribeira do Torno. O local possui uma beleza natural, que o enquadramento das duas pontes existentes, a proximidade de dois moinhos em xistos, um lagar e os blocos de pedras talhadas pela corrente das ribeiras, permite a utilização turística por muitos. O perfil da zona envolvente ao espelho de água é pouco acidentada, pois resulta da ligação das ribeiras, o mesmo não se poderá dizer em relação aos acessos pedonais, que são bastante acidentados, ligando a estada à praia por socalcos que se transpõem com pequenas escadas em xisto.

Fraga da Pena

Fraga da Pena, em plena Paisagem Protegida da Serra do Açor, corresponde a um acidente geológico atravessado pela Barroca de Degraínhos, originando um conjunto de quedas de água sucessivas. A queda de água tem uma altura de 19 metros. Nas suas margens existem alguns antigos exemplares de carvalho-alvarinho Quercus robur e de castanheiro Castanea sativa, para além do medronheiro Arbutus unedo, do trovisco Daphne gnidium e dos adernos Phillyrea latifolia e P. angustifolia.


Ecopista do Dão - 49 km a andar de bicicleta pela natureza

A Linha do Dão, antiga linha ferroviária entre Santa Comba Dão e Viseu, desactivada em 1988, foi transformada em 2011 na lindíssima Ecopista do Dão. Com 49 km é a Ecopista mais comprida de Portugal e talvez também a mais bonita.
A parte inicial desta ciclovia, começando a partir de Santa Comba Dão, situa-se nas margens do rio Dão e o seu afluente, o rio Paiva. Cada curva no rio significa uma curva na Ecopista e vistas magnificas no meio da natureza.
Mais à frente a Ecopista afasta-se do rio, mas a paisagem continua a ser muito bonita, com muitos sobreiros, castanheiros e carvalhos, mas também algumas vinhas, campos cultivados e aldeias, e mais longe, vistas sobre a Serra do Caramulo a norte, e sobre a Serra da Estrela a sul.
Link: Início da Ecopista em Santa Comba Dão



Praias Fluviais


Praia fluvial de Reconquinho – Penacova

Na margem esquerda do Mondego, em frente da Vila de Penacova, a Praia Fluvial do Reconquinho, galardoada, pela primeira vez, em 2013 com a Bandeira Azul, dispõe de Bar, Apoios de Praia, Fluvioteca e Animação garantida ao longo de toda a época balnear. A praia fica junto a um Parque de Campismo e possui boas infraestruturas de apoio.
Nas suas proximidades, o rio oferece uma pista de pesca de grande qualidade, onde é possível encontrar, entre outras, espécies como a truta, a boga, o barbo ou a enguia.


Praia Fluvial de Vimieiro – Penacova

Praia fluvial localizada nas margens do rio Alva, onde poderá desfrutar da vegetação e da calma do espaço circundante. Dispõe de um parque de merendas e de uma azenha.

Gastronomia de Penacova


Descobrir Penacova é também desfrutar os deliciosos sabores da Gastronomia local. No Concelho, que possui um riquíssimo património gastronómico, descobrem-se sabores únicos, feitos por mãos sábias e heranças antigas. Do Mondego, chegam-nos a Lampreia (imagem) e os Peixes do Rio. Dos campos, os ingredientes para as Migas e para o Arroz de Míscaros. A Chanfana, prato típico da Região, é também rainha na mesa de Penacova.
E, do Mosteiro de Lorvão, chegaram até aos dias de hoje doçuras únicas: alfinetes, arroz doce, beijinhos de freira, bolo das infantas, bolo podre de Lorvão, bolos de bispo, broas de amêndoa, broas de ovos, capelas de ovos, confeitos, doce de amêndoas, derriços, doce de laranja, fatias do conde, ginetes, lampreia doce de Lorvão, maçapães, manjar branco, manjar divino, manjar real, melindres, milharós, morgados, ovos doces, ovos-moles, papos de anjo, pastéis de Lorvão, queijadas, queijinhos do céu, súplicas, talhadas, tigeladas e tortilhas.

Desportos